RELATÓRIO ANUAL DE SUSTENTABILIDADE


A Central Geradora Termelétrica Fortaleza S.A. – CGTF tem capacidade para gerar um terço das necessidades de energia elétrica do Estado do Ceará, na Região Nordeste do Brasil, que abriga população de 8,2 milhões de pessoas. Construída numa área de 70 mil metros quadrados, faz parte da infra-estrutura do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, no município de Caucaia, e integra o Programa Prioritário de Termoeletricidade (PPT) do governo federal. A localização é estratégica para impulsionar o crescimento regional e viabilizar a instalação de outras indústrias. (2.1, 2.2, 2.3, 2.5 e 2.7 )

Comercializa a energia para um único cliente direto, a Companhia Energética do Ceará (Coelce), distribuidora de todo o Estado. A potência instalada é de 346,6 MW. Produz energia a partir de um ciclo térmico combinado de gás natural (Brayton) e vapor (Rankine). (2.3 e 2.8)

Em 2007 os resultados operacionais da companhia mantiveram-se estáveis, com a comercialização de 2.690 Gwh/ano de energia. O ano encerrou com receita líquida de R$ 379,3 milhões, 1,8% inferior à alcançada no período anterior, e o lucro líquido totalizou R$ 112,9 milhões (R$ 176,6 milhões em 2006). (2.8)

Sociedade anônima de capital fechado, a Endesa Fortaleza tem como único acionista a Endesa Brasil S.A., subsidiária da espanhola Endesa S.A. (2.6)

Tecnologia de ponta


O ciclo combinado utilizado pela Térmica Fortaleza representa a mais moderna tecnologia em geração térmica de energia.


Consiste na queima de gás natural nas turbinas de combustão, com aproveitamento da alta temperatura dos gases de exaustão para gerar vapor na caldeira de recuperação. O vapor é conduzido a uma turbina de vapor para geração adicional de energia, sem queima complementar de combustível.